Destaque PrincipalReportagens

Hotel Fairmont, a joia de Copacabana

O hotel tem uma das localizações e vistas mais bonitas do Rio de Janeiro, com gastronomia de alto nível e sistema modelo de segurança de saúde

Passar uma tarde admirando a beleza da Praia de Copacabana, tendo ao fundo o icônico Pão de Açúcar, é um prazer que nos traz calma e alegra a alma. Mas se o ponto de observação for a piscina, o bar ou um dos restaurantes do Hotel Fairmont, você vai descobrir que o paraíso é mesmo na Terra. Sua localização é privilegiada, no Posto 6, pertinho do Arpoador e quase na junção com Ipanema. Sua construção é histórica, tendo abrigado na década de 1980 o Rio Palace e depois o Sofitel, que marcaram época, não apenas pela qualidade do atendimento e da hospedagem, mas também pela gastronomia. E a receita segue a mesma.

Por Claudia Esquilante

Logo à entrada está o Coa&co. Café, uma cafeteria com uma carta de cafés cuidadosamente escolhidos, produzidos por microprodutores. Entre as ofertas, o festejado jacu, um dos melhores do Espírito Santo, que pode ser pedido em vários tipos de coação, como a prensa francesa, o coado, o aeropress ou o chemex. Há também boa variedade de sucos de frutas frescas; croissants; sorvetes artesanais; e drinques com café, como o coffee negroni.

Continua após o anúncio
Fachada Fairmont Copacabana | Foto: Rômulo Fialdini
O Fairmont está em uma construção história, onde antes já foram o Rio Palace e o Sofitel. Sua arquitetura é  requintada e a localização, privilegiada – afinal, está no Posto 6, próximo ao Arpoador | Foto: Rômulo Fialdini

A grelha como protagonista

Mas a gastronomia do hotel é forte mesmo no Marine Restô, com cozinha inspirada pelo uso do Josper Grill. “Nele, priorizamos a qualidade dos produtos e a simplicidade das técnicas. O protagonismo é da grelha e da brasa”, diz o chef Jerome Dadilac, que comanda a cozinha do local ao lado dos também muito talentosos Carlos Cordeiro e Leticia Cruz, que cuida caprichosamente e com muita técnica das sobremesas. “Procuramos realçar o sabor dos frutos do mar, das carnes e legumes grelhados”, afirma Cordeiro.

Assim, surgem entradinhas como a abobrinha grelhada com fonduta de queijo Serra da Canastra; a sopa de tomate assado; ou o crudo de peixe do dia com melancia e castanha-do-pará. E entre os principais, risoto de moqueca de camarão com bottarga; cavaquinha com emulsão de limão-siciliano; galeto caipira com molho de tomate; e espaguete caccio e brasa. Já do capítulo comandado por Leticia, surgem maravilhas como a sopa de frutas vermelhas e algodão-doce de graviola; e a mousse de chocolate belga e amêndoas caramelizadas. Se não bastasse, o lugar ainda conta com o visual exuberante de Copacabana.

Tartar de atum | Foto: Dhani Borges
Tartar de atum | Foto: Dhani Borges
Sopa de frutas vermelhas | Foto: Dhani Borges
Sopa de frutas vermelhas | Foto: Dhani Borges

    Descontração e drinques

    Mas se a pedida é um bom drinque e petiscos caprichados, aposte no Spirit Copa Bar, com todos os predicados para se tornar um dos melhores bares do Brasil, com vista de tirar o fôlego e aí, sim, ter a certeza de que o Rio de Janeiro é uma das cidades mais lindas do planeta. Os coquetéis são feitos com boa variedade de frutas e a carta tem uma parte destinada a opções de clássicos de outros hotéis da rede espalhados pelo mundo. Para acompanhar, ostras de Santa Catarina; ceviche; guacamole com nachos; e minipastéis de queijo da Serra da Canastra.

    Vale ressaltar que as mesas de todas as casas seguem a regra e ficam a pelo menos 1,5 metro de distância umas das outras; e os cardápios são acessados por QR Code ou recebidos pelo WhatsApp.

    Segurança, uma prioridade

    Durante o período em que o hotel ficou fechado, no ano passado, as equipes ficaram focadas em criar as melhores normas para voltar com segurança. Tudo com muita conversa com as outras unidades da rede. E o esforço valeu a pena. A casa é uma das poucas a ostentar o selo AllSafe, da Accor, em parceria com a Bureau Veritas, que garante a implantação e a execução global do novo protocolo de acolhimento do grupo.

    Todos os hóspedes, por exemplo, terão a temperatura medida ao chegar ao hotel, que terá o piso das áreas comuns demarcado para indicar o distanciamento social. Haverá álcool em gel em todos os ambientes, assim como na recepção embalagens individuais do produto e máscaras disponíveis. A limpeza de espaços, objetos, superfícies e locais de circulação e contato constantes também está intensificada. O intervalo entre estadas passará a ser de 24 horas para cada quarto, e todo o enxoval será ensacado ainda dentro da suíte e lavado a altas temperaturas, para desinfecção. Já na área de alimentos e bebidas, foram definidos padrões acima das exigências estabelecidas pelo governo e os órgãos reguladores, incluindo a alteração do tipo de serviço para “à la carte” e a retirada do buffet exposto.

    Nesse momento de reflexões, o serviço perfeito, as lindas instalações – com muito bom gosto e o mar como convidado –, a gastronomia acima da média e, claro, a segurança, fazem do Fairmont um porto seguro, um grande presente para o Brasil.

    O chef

    Jerome Dadilac Foto: Alessandro Mendes
    No Brasil desde 1995, o francês Jerome Dadilac participou de todo o projeto de construção do conceito do hotel, incluindo a definição de colocar o fogo no centro dos preparos e de buscar sempre por produtos de qualidade espetacular | Foto: Alessandro Mendes

    O francês Jerome Dadilac chegou em 1995 ao Brasil, depois de passar por países como Grécia e Estados Unidos. Foi direto para Itaparica, na Bahia, e depois mudou-se para São Paulo. “Pensei que o Brasil todo fosse igual à Bahia (risos), e não consegui me adaptar a São Paulo”, diz ele, relembrando. “Aí, fui para São Carlos e abri uma confeitaria, a Delícia da França. Durante cinco anos, fazia muitos eventos e fui professor no Hotel Escola Senac em Águas de São Pedro.”

    Em 2001, Jerome mudou radicalmente e circulou por Araxá, Sauípe, Argentina e Atibaia. Em 2017, entrou no grupo Sofitel e participou do projeto do Fairmont. “Ajudar a criar um projeto desde o início é muito importante”, diz ele. “Definimos que iríamos criar ao redor do forno Josper, trabalhar a brasa de maneira simples, mas com produtos espetaculares. Você vai comer a melhor abobrinha, os melhores peixes, só trabalhamos com pesca sustentável, a melhor carne.”

    Hotel Fairmont

    Avenida Atlântica, 4240, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Tel. (21)2525-1232

    Mostrar mais

    Prazeres da Mesa

    Lançada em 2003, a proposta da revista é saciar o apetite de todos os leitores que gostam de cozinhar, viajar e conhecer os segredos dos bons vinhos e de outras bebidas antecipando tendências e mostrando as novidades desse delicioso universo.

    Artigos relacionados

    Botão Voltar ao topo